“Temos que dar um basta nisso, só quem sofre é que sente”, diz Fellipe Bastos sobre racismo durante partida contra o Atlético-GO

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O jogador do Goiás, Fellipe Bastos, foi chamado duas vezes de macaco por um torcedor do Atlético Goianiense. Os comentários aconteceram na saída do volante para o vestiário, na partida válida pelo campeonato brasileiro, no último domingo (08), no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO). 

Fellipe Bastos foi chamado de “macaco” durante a partida – Foto: Rosiron Rodrigues

Em entrevista coletiva após o jogo, Fellipe contou que quando ouviu a ofensa na primeira vez, voltou e falou com o torcedor para repetir e outras pessoas também ouviram. “Aconteceu um ato racista. Eu estava saindo para o vestiário e um rapaz com óculos na cabeça me chamou de macaco. Eu voltei e falei para ele repetir. E ele falou: macaco. Me chamou duas vezes de macaco”, diz o jogador.

Segundo o volante, casos de racismo são frequentes em jogos de futebol no Brasil e ele pediu a identificação do autor da ofensa. “É recorrente. Já aconteceu em outros estádios, com outros jogadores, outras pessoas. Temos que dar um basta nisso, só quem sofre é que sente. Essa pessoa tem que ser identificada, tem que sofrer punição. Não acho que é o clube que tem que sofrer, uma pessoa não diz o que é o Atlético-GO, mas a pessoa tem que sofrer punição. É fácil identificar, pois ele me chamou duas vezes de macaco”, conclui Felipe Bastos.

Leia também: Professor lança livro sobre Barbosa, ex-goleiro do Vasco e seleção brasileira

Em nota de repúdio, o clube Goiás, condenou o ato racista e solicitou medidas judiciais para punição do acusado. “Estamos completamente consternados com a atitude lamentável de racismo que aconteceu contra o nosso atleta Fellipe Bastos. Repudiamos veementemente este ato vergonhoso e covarde, que infelizmente continua a acontecer no futebol. Chega! Isso precisa acabar! Racismo é crime e as medidas judiciais devem ser tomadas para punir o criminoso. Não iremos tolerar esse tipo de atitude. Estamos todos juntos com você, Fellipe Bastos. Racistas não passarão!”, diz a nota em publicação no Instagram.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.