Autor de ‘Babilônia’ e ‘Lado a Lado’ acusa Globo de racismo: “Faz dela a preta burra”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O roteirista João Ximenes Braga revelou, em sua conta no Facebook, no último sábado (30), casos de racismo presenciados no período em que prestou serviços à TV Globo. Além de ter colaborado em diversas tramas, ele foi autor titular de Lado a Lado (2012) – em parceria com Cláudia Lage – e de Babilônia (2014) – junto a Gilberto Braga e Ricardo Linhares.

Braga comentou sobre um possível diálogo com chefes na Globo. “Faz dela a preta burra”, teria dito um diretor. “Não, isso não vou fazer”, teria sido a resposta do autor.

“Foi a única insubordinação que tive. Não aceitei fazer essa nojeira. Daí, veio: ‘Ele te detesta porque você é politicamente correto’. O cara virou o todo poderoso de porra nenhuma. É sério, foram essas as palavras que ouvi: ‘Faz dela a preta burra”. Isso era a orientação da diretoria da empresa”, relatou o dramaturgo.

Leia também: Após expectativa da nova temporada de Malhação ser com 70% do elenco negro, Globo cancela novela

Gilberto Braga e João Ximenes Braga

No elenco da novela das nove considerada o maior fracasso de audiência da Globo, as atrizes negras que integraram o elenco foram Camila Pitanga, Juliana Alves, Sheron Menezes e Sabrina Nonata. Braga não indicou qual seria o alvo da fala racista.

“A ‘cota do Ximenes’ [era dita] quando ia entrar um ator negro pra leitura [de roteiro]. O rosário de atrocidades que ouvi, bicho, na boa, na boa. Troço entalado na garganta há seis anos”, completou João Ximenes Braga.

APOIO-SITE-PICPAY

2 Comments

  • Não adianta nada não falar o nome do diretor racista. Foi o Ali Kamel?

    • Bom dia, Bárbara.
      Existe uma legislação que não nos permite citar o nome da pessoa, chama-se Lei Geral de Proteção de Dados. Nosso intuito é, além de citar o nome, mostrar a cara do cidadão, mas não podemos sofrer nenhum tipo de processo, somos um jornal (ainda) pequeno.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.