Artistas fazem show beneficente em prol das vítimas de Moçambique

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nesta terça-feira (7), artistas estarão juntos cantando em apoio às vítimas do ciclone que devastou Moçambique. O show será realizado na Casa Natura Musical, em São Paulo. O intuito da ação é chamar atenção para a necessidade de apoio urgente ao país africano. Diante disso, toda a renda obtida com a venda dos ingressos será doada para a Cruz Vermelha e revertido para ações de cuidados às vítimas.


O show reunirá nomes como Alessandra Leão, Anna Setton, Batucada Tamarindo, Clarianas, Craca e Dani Negra, Curumin, Diego Moraes, Fabiana Cozza, Horoya, Ian Cardoso, Illy, Jaloo, Josyara, Karol Conka, Kastrup, Lucas Santtana, Luciana Mello, Luedji Luna, Luiza Lian, Márcia Castro, Mc Tha, Mestrinho, Nicolas Krassik, Nina Oliveira, Nômade, Pipoquinha, Preta Rara, Samuca e a Selva, Simoninha, Timeline Trio, Tulipa Ruiz, Tuto Ferraz, Samba da Nega Duda, Xênia França, entre outros. Com direção artística de Marcus Preto, músicos e cantores se alternarão no palco, em solos, duos e muitos encontros inusitados.

Na semana passada, o Coletivo Pretaria promoveu um evento beneficente para também ajudar às vítimas do ciclone em Moçambique. O evento AMOçambique ocorreu no Dia do Trabalhador, nos Espaços Ação da Cidadadina e Circo Voador, no Rio de Janeiro.

Um país em profunda crise
Há poucas semanas, Moçambique foi duramente atingido pelo pior ciclone já registrado em décadas, com centenas de mortes e dezenas de cidades completamente devastadas. O país está mergulhado em uma profunda crise humanitária. O Banco Mundial prevê que serão necessários mais de US$ 2 bilhões para atender Moçambique, Zimbábue e Malaui, países atingidos pelas tempestades, onde milhões de pessoas lutam para sobreviver em condições sub-humanas, sem nada para comer ou beber. Segundo relatos da Imprensa, mulheres estão sendo coagidas a trocar comida por favores sexuais. Em comunicado recente, a Unicef clamou pela atenção do mundo para pelo menos 1,6 milhão de crianças que precisam de assistência urgente. Até agora, apenas 23% dos recursos reivindicados ao plano de resposta humanitária estão previstos pelas Nações Unidas para Moçambique, país mais afetado pelo ciclone, com 240 mil casas completamente destruídas. Enquanto isso, sem abastecimento de água, a epidemia de cólera (que já era endêmica em muitas cidades) assume proporções assustadoras. Em abril, no dia 25, um novo ciclone atingiu o país, com tempestades ainda mais fortes do que o anterior.

SERVIÇO
Data: 07/05/2019
Local: Casa Natura Musical
Endereço: Rua Artur de Azevedo, 2134 – Pinheiros
Horário: 21h 
Abertura da casa: 20h

APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.