Ameaças racistas são registradas em universidade de Sorocaba

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Os banheiros femininos da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) tem se tornado, frequentemente, espaços para a disseminação do racismo. Na última quarta feira (3), a Polícia Federal foi acionada após uma aluna ser vítima de ameaças na porta de um dos reservados do banheiro feminino da instituição. De acordo com a corporação, o caso está sendo investigado e uma equipe esteve no Campus e recolheu uma das portas em que estava escrito “Sua morte está próxima”, “preta desgraçada” e “fora negros”. Ainda segundo a Polícia Federal, o nome da aula foi preservado para que ela não sofresse nenhuma retaliação. 

Porta do banheiro feminino da instituição – Foto: Divulgação/redes sociais

Reincidente

Não é o primeiro caso de racismo registrado nas dependências da Universidade Federal de São Carlos. Em novembro de 2018, a Polícia Federal registrou um boletim de ocorrência depois que dois alunos da instituição encontraram mensagens racistas contra uma aluna do curso de engenharia florestal com os dizeres nas portas dos banheiros, “Preta imunda” e “vai morrer”.

Segundo a Universidade, a instituição repudia qualquer atitude discriminatória e usará as imagens de segurança na investigação. Além disso, duas suásticas, símbolo do nazismo, foram desenhadas no texto, mas, até o momento, o autor não foi identificado. Depois do caso, câmeras de segurança foram instaladas no campus. 

Imagem feita no banheiro em novembro de 2018 – Foto: Arquivo pessoal
APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.