‘Uma única eleição não resolverá o problema’, diz Obama em livro de memórias

OVNIs Obama

Em seu primeiro volume de memórias, Brack Obama, um dos presidentes mais emblemáticos da história norte-americana, revela os bastidores de sua campanha presidencial, sua passagem pela Casa Branca e diz que as divisões entre os americanos são profundas. O livro “Uma Terra Prometida” será lançada na terça-feira (17) no Brasil pela editora Companhia das Letras.

A obra está dividida em dois volumes, o primeiro será publicado na próxima semana, em 25 idiomas e com tiragem inicial estimada em 3 milhões de cópias. Nele, Obama diz acreditar que essas divisões pela quais passam os Estados Unidos, não serão corrigidas apenas com a saída de Donald Trump da Casa Branca.

Em uma passagem do livro, cujos primeiros trechos foram publicados pela revista The Atlantic, o 44º presidente dos Estados Unidos faz uma retrospectiva dos quatro anos desde sua saída do governo. “O mais preocupante sobre tudo isso pode ser que nossa democracia parece estar à beira da crise“, escreve o democrata de 59 anos.

Advertisement

Uma crise ancorada no enfrentamento fundamental entre duas visões opostas do que os Estados Unidos são e do que deveriam ser”, continua, denunciando o recente desrespeito às regras e garantias básicas que, por muito tempo, tanto democratas quanto republicanos “deram como certas“, diz Obama no livro.

Advertisement

Embora comemore a vitória eleitoral de seu ex-vice-presidente, Joe Biden, e sua companheira de chapa, Kamala Harris, ambos com “caráter e capacidade de fazer o que é certo”, Obama alerta contra qualquer visão excessivamente otimista sobre os anos que se seguirão a Trump. “Também sei que uma única eleição não resolverá o problema“, afirma, apontando que “nossas divisões são profundas, nossos desafios são assustadores“.

Obama também fala da mentira propagada por Trump de que ele não teria nascido nos Estados Unidos, de acordo com a CNN, que também obteve um exemplar do livro. “Foi como se a minha presença na Casa Branca tivesse desencadeado um pânico enraizado, uma sensação de que a ordem natural das coisas havia sido interrompida”, escreve Obama.

O que é exatamente o que Donald Trump entendeu quando começou a espalhar afirmações de que eu não nasci nos Estados Unidos e, portanto, era um presidente ilegítimo. (…) Para milhões de americanos assustados com um homem negro na Casa Branca, ele prometeu um elixir para sua ansiedade racial“.

Além de aproximar o leitor do famoso Salão Oval e da Sala de Situação da Casa Branca, Obama relembra outros fatos históricos, como quando montou o gabinete, enfrentou uma crise financeira global, a estratégia militar dos EUA no Afeganistão e a Operação Lança de Netuno, que culminou com a morte de Osama bin Laden. Ainda não há previsão de quando será lançado o segundo volume.


0 Replies to “‘Uma única eleição não resolverá o problema’, diz Obama em livro de memórias”

Deixe uma resposta

scroll to top