Um mês depois da tragédia, novo temporal deixa 5 mortos em Petrópolis

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A noite do último domingo (20) foi de mais tristeza em Petrópolis, região Serrana do Rio de Janeiro, após nova tempestade que resultou na morte de cinco pessoas e ainda quatro desaparecidas, de acordo com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros do Estado.

Rua do Imperador, em Petrópolis, completamente tomada pelas águas – Foto: Reprodução/Tribuna de Petrópolis

Entre deslizamentos e desabamentos, ainda de acordo com a Defesa Civil, foram 95 ocorrências até a manhã desta segunda-feira (21) e 31 pessoas foram resgatadas com vida. No Alto da Serra, um dos bairros mais atingidos pelas enchentes de fevereiro, foram registrados mais dois óbitos.

Leia também: Aldeia sustentável criada em Burkina Faso por arquiteto Francis Kéré vira referência mundial

“A corporação já mobilizou as unidades especializadas para apoiar as operações: Grupamento de Busca e Salvamento e 1° Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente”, afirmou o Estado do Rio de Janeiro, em nota enviada à imprensa.

De acordo com a Defesa Civil, a previsão ainda é de chuvas fortes durante o dia e a noite desta segunda-feira e, segundo a prefeitura de Petrópolis, 149 pessoas estão acolhidas em abrigos nos bairros de Morin, Vila Felipe, Sargento Boening, Alto da Serra, São Sebastião, Amazonas, Independência e Quitandinha.

Homenagem levada pelas chuvas

233 Cruzes brancas, colocadas na Praça da Águia, simbolizando as vítimas da enchente do dia 15 de fevereiro foram levadas pelas chuvas do último domingo. Os moradores fizeram vídeos registrando o momento em que as homenagens são levadas pelas águas. As homenagens foram feitas por sobreviventes da última enchente e familiares que perderam entes queridos.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.