Thierry Henry deixa redes sociais após racismo e intimidações

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O ex-jogador de futebol Thierry Henry anunciou que deixará todas as plataformas de redes sociais a partir deste sábado (27/03). O motivo são os constantes ataques racistas que ele e outros jogadores de futebol vem sofrendo. O francês divulgou o comunicado em uma rede social.

Me retirarei das redes sociais até que aqueles no poder regulem suas plataformas com o mesmo vigor e ferocidade como quando fazem quando alguém infringe  direitos autorais”, declarou Henry. 

O ex-jogador também se manifestou a respeito da liberdade para fazer ataques racistas e intimidações nas redes sociais e se manter anônimo. “O enorme volume de racismo, bullying e a resultante tortura mental para s pessoas é tóxico demais para sr ignorado. […] É muito fácil criar um perfil, usá-lo para intimidar e assediar pessoas sem consequências e continuar anônimo”, criticou Henry.

Foto 01: Thierry Henry/Divulgação/Twitter

Henry trabalhou como técnico do time canadense Club de Foot Montreal até fevereiro deste ano, quando renunciou ao cargo alegando questões pessoais. “O último ano foi extremamente difícil para mim, pessoalmente. Devido à pandemia, não pude ver meus filhos. […] A separação é uma tensão muito grande para nós”, alegou em nota divulgada no Instagram do técnico.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.