Morre Vida Bruno, historiador coordenador de Políticas para Cidadania LGBT de Salvador

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Internado na UTI há dois meses, o historiador e coordenador da  Políticas e Promoção da Cidadania LGBT da Prefeitura Municipal de Salvador faleceu nesta terça-feira (06) no hospital Teresa de Lisieux, em Salvador.  Ele foi submetido a uma cirurgia para conter o sangramento no crânio, consequência de uma agressão sofrida em novembro de 2020 no bairro do Campo Grande, em Salvador. 

O Brasil é o país de que mais mata travestis e transexuais no mundo, segundo dossiê divulgado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA). Mesmo com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2019 de permitir a criminalização da transfobia e homofobia, ainda há uma dificuldade de usar esse recurso. Sobre o caso, a Polícia Civil informou em nota que: “O procedimento foi encaminhado para a Justiça, mas não houve elementos comprobatórios para indiciamento”. A decisão foi baseada em laudos periciais. 

A Secretaria Municipal de Reparos, na qual Bruno Vida era coordenador, prestou condolências nas redes sociais em nota: “É com grande pesar que a Secretaria da Reparação informa o falecimento do Coordenador de Políticas e Promoção da Cidadania LGBTI+ da Prefeitura de Salvador, Vida Bruno. A família Semur se solidariza com seus amigos e familiares!”. 

A Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social também se pronunciou sobre o ocorrido: “A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) manifesta o seu pesar pelo falecimento do historiador e coordenador de políticas para cidadania LGBT da Secretaria Municipal de Reparação de Salvador, Vida Bruno, ocorrido nesta terça-feira (06). Em sua trajetória, Vida Bruno lutou em defesa da população LGBTQIA+ e pela valorização e respeito à diversidade, combatendo o preconceito e intolerância de gênero. A SJDHDS manifesta sua solidariedade aos amigos e familiares neste momento tão difícil.”. 

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.