Temporal em Petrópolis (RJ) deixa mortos e Prefeitura decreta luto oficial

APOIE O NOTÍCIA PRETA

De acordo com a Defesa Civil, já foram confirmadas 38 mortes em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, por conta dos deslizamentos e alagamentos causados pelo forte temporal que atingiu a cidade na tarde desta terça-feira (15). Mais de 300 pessoas tiveram que sair de suas casas. Vinte e cinco escolas estão abertas para receber desabrigados. A prefeitura da cidade fluminense decretou estado de calamidade pública e luto oficial de três dias. 

Foto: Divulgação CBMERJ

Agentes do Corpo de Bombeiros atuam em mais de 40 pontos da cidade, em ações de resgate e salvamento. Ao longo desta madrugada, os agentes da Defesa Civil atuaram em ocorrências e realizaram rondas pela cidade. De acordo com a Prefeitura, foram contabilizados 207 ocorrências, dos quais 171 são por deslizamentos e mais de 180 militares trabalham no atendimento à população. Equipes especializadas em busca e salvamento foram enviadas para reforçar o socorro, com apoio de viaturas do tipo 4×4 e botes. Até o momento, na localidade conhecida como Morro da Oficina, no Alto da Serra, é estimado que 80 casas tenham sido afetadas. 

Leia também: Saiba como ajudar moradores das cidades afetadas pelas chuvas na Bahia

Segundo a Climatempo e MetSul Meteorologia, a chuva extrema foi consequência da formação de intensas áreas de instabilidade sobre o estado do Rio de Janeiro com a passagem de uma frente fria pela costa. Já de acordo com a Prefeitura, o núcleo de chuva que atuou no município nas últimas horas já se afastou da cidade, mas permanece a previsão de chuva nas próximas horas, com intensidade fraca a moderada. 

Através de comunicado, o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, disse que o número de vítimas pode ser maior. “Vivemos um momento de grande tristeza com o número de vítimas fatais que ainda pode aumentar e a quantidade de ocorrências que impactam drasticamente a nossa cidade. Unimos todos os nossos esforços e contamos com o suporte do Estado para o atendimento ágil às vítimas e recuperação da cidade”. 

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.