Sem máscara, Bolsonaro promove aglomeração e diz que “estamos praticamente vencendo a pandemia”, em evento na Bahia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Bahia registra 5.818 mil mortes e 277.327 mil casos de Covid-19

Bolsonaro pegou criança no colo e promoveu aglomeração. Foto: Carlos Augusto/TV Oeste

A Bahia já registrou 277.327 mil casos de infectados pelo novo coronavírus e 5.818 óbitos, segundo o Boletim Informativo Coronavírus (COVID-19). Ainda assim, o presidente Jair Messias Bolsonaro insiste em não usar máscara e promover aglomerações, como aconteceu nesta sexta-feira (11), em Barreiras, no oeste da Bahia, onde passou para assinar um termo de compromisso e parceria para construção de um trecho de 18 km da ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL) com prazo de dois anos e custo de R$ 115 milhões.

O Brasil já chega a 129.667 mil mortos, segundo o último boletim nacional divulgado nesta quinta-feira (10), mas Bolsonaro afirma que o país passou bem pela crise devido as ações do governo.

“Estamos praticamente vencendo a pandemia, o governo fez tudo para que os efeitos negativos da mesma fossem minimizados. Quer seja com auxilio emergencial, que atingiu 65 milhões de pessoas, quer seja auxílio a micro e pequenas empresas, com crédito. Ou seja, investindo também massivamente meios e recursos para que governadores e prefeitos não faltassem na saúde para atender os infectados”, afirmou o presidente.

Barreiras contabiliza 10.488 casos notificados, sendo 4.038 confirmados e 66 óbitos. O prefeito da cidade com 155.439 mil habitantes, Zito Barbosa, 60 anos, foi diagnosticado com a Covid-19 e está internado no Hospital Central, no centro da cidade. De Barreiras, o presidente foi de helicóptero para São Desidério, onde houve a cerimônia para parceria entre a Construtora Engenharia, Construções e Ferrovias S/A (Valec) e o Exército Brasileiro. Na Bahia o uso de máscara é obrigatório em 385 municípios, inclusive os visitados pelo presidente Bolsonaro.

O governo da Bahia não disponibiliza o número de mortos com estatística de raça, no entanto registros e pesquisas em outros estados aponta que negros são maioria entre as vítimas da Covid-19.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.