‘Samba do Crioulo Doido’: Bárbara usa termo racista ao se referir a Douglas Silva

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O ator e participante do BBB22, Douglas Silva, foi vítima de um comentário racista na madrugada desta terça-feira (8) no reality show da TV Globo. A modelo Barbara Heck disse que “ele fez o samba do crioulo…”, interrompendo a fala. A confinada tentou contornar a situação, mas foi possível entender o sentido do discurso, em que ela quis dizer Samba do Crioulo Doido.

Não é a primeira vez que Bárbara tem atitudes racistas – Foto: Reprodução TV Globo

Na manhã desta terça-feira (8), a equipe de Bárbara pediu desculpas nas redes sociais pela fala da participante. “Qualquer tentativa de justificar o injustificável seria leviano de nossa parte. Nós, verdadeiramente, lamentamos esse tipo de atitude. Não há espaço para que a ‘força do hábito’ diminua o ocorrido. Assim como a própria Bárbara disse em seguida: expressão velha, horrível e racista”, postou o perfil de Bárbara.

Vale lembrar que “Samba do crioulo doido” é o título do samba que satirizava o ensino de História do Brasil nas escolas do país, nos tempos da ditadura, composto por Sérgio Porto, que assinava com o pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta. Assim, a expressão é considerada debochada e significa confusão ou trapalhada, reafirmando dessa maneira um estereótipo e discriminação a pessoas pretas.

Recentemente, o ator foi vítima de outro episódio de racismo. Carol Silva, esposa de Douglas, denunciou o caso após um blog usar uma foto do ator e escrever: “Douglas Silva, um macaco no ‘BBB’”. O texto foi publicado dia 21 de janeiro em um blog hospedado no site WordPress, mas não estava assinado e dizia que “desde quando são permitidos macacos como integrantes de reality shows? Douglas Silva não passa de um primata, nada mais e nada menos”.

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) identificou o suspeito das ameaças e ofensas racistas: um militante neonazista, com atuação no Rio Grande do Sul e que já responde a outro processo pelo mesmo motivo e, inclusive, ostenta a fama.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

1 Comment

  • Cauã Eliott

    (09/02/2022 - 10:31)

    Com toda certeza, as punições deveriam ser muito mais sérias. O mundo precisa verdadeiramente se concientizar de que o racismo e um ato desumano, desleal, e completamente desprezível. Não existe espaço na mente evolutiva do ser humano, para tamanho ato de involução.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.