Rede de Afroempreendedores de Pernambuco e Paraíba farão feira virtual em maio

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Devido a pandemia do novo coronavírus e ao isolamento social, as Rede de Afroempreendedores de Pernambuco e Paraíba se juntaram e vão realizar a Feira Virtual Interestadual de Afroempreendedores. O evento será realizado entre o dia 1° a 10 de maio com objetivo de diminuir o impacto da queda das vendas, além de promover e valorizar a produção e consumo afirmativo da cultura negra.

Será a primeira vez que o evento acontecerá na internet. Mensalmente, a Universidade Federal de Pernambuco, é palco da Feira Umba de Pretos Negócios.

Grupo de Estudos e Pesquisas em Autobiografias, Racismo e Antirracismo na Educação (Gepar), coordenado pela professora Auxiliadora Martins, faz parte da curadoria do evento, que vai contar com as Redes de Afroempreendedores de Pernambuco (Raepe) e Paraíba (RAEPB). As redes são coletivos da sociedade civil, formados por grupos e pessoas que se declaram empreendedores negros, segundo a classificação do IBGE, interessados em desenvolver ações conjuntas de empreendedorismo com identidade étnica e racial negra.

“Constituir redes de proteção e quilombolas para reconhecimento, empoderamento e reparação pelos danos causados pelo racismo é o que nos instiga e estimula a propor, realizar e cuidar da Feafro 2020”, afirma Auxiliadora Martins.

Para maiores informações:
Rede de Afroempreendedores de Pernambuco (Raepe):reape2020@gmail.com

APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.