Quilombo Soledade-MA é invadido e está sob ameaças de homens armados

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O povo do Quilombo de Soledade, localizado no município de Serrano, no Maranhão, vive em meio a tensão e incerteza após o território ter sido invadido por 30 homens armados com pistola e foices. A invasão aconteceu no último dia 13 – um dia após o arquivamento do inquérito policial da tentativa de homicídio contra a liderança quilombola Valdirene Chagas. A líder, no dia 28 de agosto do ano passado, teve sua casa invadida. Na ocasião, um homem disparou quatro tiros contra ela, dois o acertaram de raspão.

Povo quilombola está vivendo sob ameaças de homens armados. Foto: ascom do Ministério do Meio Ambiente

Desde a tentativa de homicídio, Valdirene passou a fazer parte do serviço de proteção do Estado, e teve que se afastar do Quilombo até que as autoridades retirassem os invasores do local. O arquivamento do caso deu fôlego aos posseiros e essa nova ofensiva veio em forma de guerra com a formação de uma milícia para adentrar o território e intimidar os quilombolas. O povo quilombola pede atenção da sociedade civil e das autoridades para que se faça cumprir a lei e o direito a propriedade de seus territórios. 


Sobre o Quilombo Soledade-MA: 

Por volta de 1842, o Quilombo Soledade recebeu as primeiras famílias. Atualmente, 60 famílias vivem da pesca e da agricultura de subsistência na região. No ano passado,  com base no Decreto Nº 4887-03, o povo quilombola da região formalizou a propriedade dos mais de 707 hectares de terra nos quais eles ocupam e preservam. A região, antigamente, fazia parte da Fazenda Soledade, que foi desapropriada legalmente e entregue aos quilombolas através do Sistema de Agricultura Familiar formado pela  Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp-MA) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma-MA). 

APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

2 Comments

  • Valdirene Chagas não é apenas perseguida por causa do Quilombo Soledade (MA), mas também e principalmente por sua colaboração conosco e com as comunidades quilombolas da região de Bacuri, para ajudar a espalhar completamente a história de uma escravidão inedita. Valdirene, como nós e as comunidades Quilombolas, é vítima de uma terrível conspiração por parte de um verdadeiro esquema que procura nos eliminar da região.
    https://memoriasdesenraizadas.blogspot.com/2019/03/homme-nature-vitima-de-uma-conspiracao.html

  • Iara Teresinha ferreira

    (22/09/2020 - 22:12)

    Sai de Munbuca ontem em viagem a Palmas e da de chorar de ver tanta destruiçao pelo fogo acaba com capim dourado ,areas grande queimada dos dois lados da estrada, queima ninhos e tudo q vem pela frente sem um pingo de agua pra salvar os bichos e as aves tudo mais e povo saindo pra colheita com dificuldades sem saber quantos quilos vai trazer,me emociono por ver meus amigos do quilombo e aredores ,de ver a tristeza estampada nos rostos,tao felizes q estavam de saber q seria um ano otimo para colheita e em segundos so cinza,carvao (FISCALIZAÇAO,Iara MULTAS)……

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.