Apple anuncia novas medidas para combater racismo e promover a igualdade racial nos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Visando promover a igualdade racial a Apple anunciou esta semana que desenvolverá algumas ações de combate ao racismo sistêmico. As medidas fazem parte dos projetos Equidade Racial e Iniciativa de Justiça (REJI) anunciados pela empresa em 2020, logo após o início das manifestações contra a injustiça racial nos EUA depois do assassinato de George Floyd por um policial americano.

Entre as ações está a criação do Propel Center — centro de inovação e aprendizagem que dará suporte para universidades historicamente negras (HBCUs) —, o desenvolvimento de uma Apple Developer Academy para auxiliar no ensino de codificação e tecnologia para alunos em Detroit e o financiamento de capital de risco para empreendedores negros.

Somos todos responsáveis ​​pelo trabalho urgente de construir um mundo mais justo e equitativo, e esses novos projetos enviam um sinal claro do compromisso duradouro da Apple”, disse Tim Cook, CEO da Apple.

Os US$ 100 milhões prometidos para as iniciativas deverão expandir as oportunidades para comunidades negras no país e ajudar na construção de líderes da próxima geração.

Outras iniciativas em parceria com HBCUs incluem concessões para apoiar programas de engenharia das universidades, projetos para educadores da HBCU e 100 bolsas de estudo para alunos de comunidades dos grupos ditos minoritários’.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.