Popularidade de Bolsonaro é a menor na historia, aponta CNT e MDA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nesta segunda-feira (5) foram publicados os resultados da Pesquisa CNT de Opinião, em parceria com o Instituto Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A pesquisa aponta que, após suspeitas de corrupção na compra de vacinas contra covid-19, a aprovação e popularidade do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) atingem os piores níveis desde o início do seu governo.

Foto: Reprodução

De acordo como levantamento, os que consideram o governo ruim ou péssimo somam 48,2%. A avaliação positiva, quando consideram  a gestão ótima ou boa, era de 33%, em fevereiro de 2020, e caiu para 27,7% em julho deste ano. 

A popularidade do desempenho pessoal do presidente Jair Bolsonaro também diminuiu. A aprovação passou de 43,5% para 33,8%, enquanto a desaprovação que era de 51,4% passou a ser 62,5% dos entrevistados. Este é o recorde de desaprovação desde o início do seu governo, de acordo com as pesquisas CNT/MDA. A pesquisa indica ainda um cenário desfavorável ao presidente em uma eventual disputa com Lula (PT), em 2022

Contudo, o descontentamento em relação à gestão da pandemia de Covid-19 aumentou. Em fevereiro, a desaprovação da atuação do governo era de 42%, atualmente chegou a 57,2%. Já a avaliação dos governos estaduais, continuam majoritariamente positivas.

Leia também: Fora Bolsonaro e a favor da vacina: manifestantes protestam no Brasil e no exterior

Foram apuradas também as intenções de voto para as eleições presidenciais de 2022 e a opinião sobre a urna eleitoral. Os resultados apontam uma vantagem do ex-presidente Lula sobre Bolsonaro, tanto nas simulações para primeiro turno, quanto para um eventual segundo turno. De acordo com a pesquisa, Lula tem 41,3% das intenções de votos, enquanto Bolsonaro tem 26,6%. No entanto, ambos apresentam elevado percentual de rejeição.

O levantamento apontou que apenas 34% dos brasileiros têm pouca confiança nas urnas eletrônicas. Os dados também mostraram que a maioria dos brasileiros é a favor da impressão dos votos.

Foram realizadas 2.002 entrevistas presenciais, em 137 municípios, em 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com 95% de confiança.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.