Polícia indicia sargento que matou vizinho por homicídio culposo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O sargento da Marinha, Aurélio Alves Bezerra, foi indiciado por homicídio culposo, pelo assassinato de Durval Teófilo Filho, na última quarta-feira (2), em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

No entendimento da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), o militar não teve intenção de matar o vizinho, e o confundiu com um bandido. “Segundo declaração do autor, ele atirou na vítima em reação a uma suposta tentativa de assalto, enquanto a mesma caminhava e mexia em sua mochila. Ao constatar seu erro, o acusado prestou imediato socorro a Durval, levou para um hospital, mas ele não resistiu. De acordo com a DHNSG, o autor do crime foi indiciado por homicídio culposo e permanece preso”, diz a nota da Polícia Civil.

Racismo

Segundo a irmão de Durval, Fabiana Teófilo, o irmão mudou da comunidade do Capote, em São Gonçalo, há 12 anos, por para ter mais segurança. Ainda segundo ela, o crime só ocorreu por que Durval é negro. “Será que fosse um branco andando e mexendo na mochila, tinham atirado no meu irmão três vezes? E ele falando que ele era morador do condomínio? Será? Eu duvido. Eu duvido muito”, afirmou Fabiana em entrevista ao G1.

Leia também: Sargento da Marinha mata vizinho negro e diz que o confundiu com ladrão

Ela disse também que a família quer justiça pela morte do irmão. “Mais um preto morto e vai ficar por isso mesmo? Já passei por isso na minha vida diversas vezes. Meu pai foi assim, tive primos que foi assim. Mas agora de novo? Agora não. Eu vou atrás aonde tiver que ir, entendeu? Porque a justiça tem que ser feita”, concluiu.

Entenda o caso

Durval Teófilo Filho foi morto na noite da última quarta-feira (2) pelo vizinho, o sargento da Marinha, Aurélio Alves Bezerra, quando chegava em casa. Segundo o militar, ele achou que o vizinho era um assaltante. O crime foi registrado por câmeras de segurança do condomínio.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.