PM é preso após matar jovem negro acusado de roubar celular que estava no carro do policial

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um policial militar foi preso em flagrante após matar jovem negro em São Paulo. O militar acusou Clayton Abel de Lima, de 20 anos, de ter roubado um celular, o rapaz negou e foi alvejado.  

O caso aconteceu no último sábado (7), em um bar localizado na Vila Medeiros, na zona norte da capital paulista. Conforme o dono do estabelecimento, que presenciou a discussão, o jovem foi questionado pelo policial sobre o celular. Após não encontrar o aparelho, o homem escutou um disparo.

Ainda segundo o comerciante, assim que viu o jovem caído, o homem retirou a arma das mãos do policial e pediu para as pessoas presentes chamarem o resgate. Depois do acontecido, outros dois policiais foram chamados para atender a ocorrência e encontraram o cabo da PM Silvio Pereira dos Santos Neto, autor do disparo, “agitado e aparentando estar embriagado”. Segundo os militares, Silvio havia contado que tinha sofrido uma tentativa de roubo e que reagiu contra o suspeito.

O carro do cabo foi periciado. Dentro do veículo foi encontrado um cartão do SUS, um comprovante de banco e o aparelho celular.

LEIA MAIS: Ministério Público-SP apura constrangimento sofrido por homem em supermercado

O policial será investigado pelo crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar. De acordo com o delegado Ricardo Lemes de Araújo, do DHPP, ele “não estava confinado em situação de perigo que justificasse reação imoderada e desproporcional, consistente em disparar contra indivíduo desarmado, o levando a óbito no local”.

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.