Pároco cria presépio com Menino Jesus e Maria Negros: “Não é pauta de esquerda, nem de direita. É da humanidade”

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Presépio localizado no Santuário Sagrado Coração de Jesus – Foto: – Mauro Pimentel

Todos os anos, no período natalino, o padre Wanderson José Guedes, da Igreja do Santuário do Sagrado Coração de Jesus, na Glória, zona Sul do Rio de Janeiro, monta um presépio com temas atuais. Este ano, o pároco escolheu dois temas de extrema importância para a sociedade brasileira: desmatamento da Amazônia e a luta antirracista. 

No ano de 2019, o padre falaria da Amazônia, mas descartou a hipótese depois de receber ligações com ameaças. Porém, este ano, o padre artista plástico decidiu abordar o tema e falar de racismo no mesmo presépio. “A Igreja acompanha seu tempo e sua realidade. Ninguém tem o direito de obrigar o outro a ser de um jeito. O problema de todo extremista é não respeitar a liberdade alheia. Muitas pessoas acreditam que a Igreja não deve se envolver com política, mas falar de racismo e cuidar da Amazônia são obrigações de todos nós”, afirmou.

Wanderson ressaltou ainda que, tanto a luta antirracista, quanto a preservação da Amazônia são questões suprapartidárias e precisam de atenção diariamente. “Não é pauta de esquerda, nem de direita. É da humanidade, de uma sociedade mais justa, solidária, fraterna e harmônica”, finalizou. 

Missa interrompida

Em 2019, padre Wanderson realizava uma missa, em homenagem ao Dia da Consciência Negra, quando a mesma igreja foi invadida por um grupo religioso tradicionalista, finalizando a celebração. Por medo de novos protestos, o padre cancelou a realização da missa dia 20 de novembro.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.