Em ação policial que visava prender traficantes do Complexo da Penha, 11 pessoas morrem, escolas fecham e ninguém é preso

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um intenso tiroteio durante uma ação conjunta entre as polícias Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal deixou 11 mortos no complexo da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. Segundo a polícia, o motivo da operação seria prender lideranças criminosas que estariam escondidas na comunidade, inclusive vindos de outros estados, como Alagoas, Bahia e Pará, mas essas lideranças não foram presas.

De acordo com informações de moradores, às 4h da manhã iniciou um tiroteio na comunidade que resultou, além de mortes e pânico, em 11 escolas fechadas, segundo a Secretaria Municipal de Educação.

Vídeo mostra a troca de tiros na madrugada – Créditos: Voz das Comunidades

O comando da Polícia Militar informou que a operação emergencial envolveu agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e visava prender chefes do Comando Vermelho que estariam escondidos na comunidade.

Uma das pessoas que morreu é uma mulher de 41 anos, moradora da comunidade e, segundo a PM outras duas pessoas ficaram feridas durante a ação e foram levadas para o hospital Getúlio Vargas, também no complexo da Penha. A Polícia afirmou ainda que os outros 10 mortos durante a operação eram “suspeitos de envolvimento no tráfico de drogas na região”, mas não apresentou provas sobre o suposto envolvimento.

Leia também: “Levei um tiro por causa de R$ 4”, diz jovem baleado por bombeiro em lanchonete no RJ

Nas redes sociais, o assunto é um dos mais comentados na manhã desta terça-feira e moradores postaram vídeos da intensa troca de tiros durante a madrugada.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor do Notícia Preta.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.