O que sustenta o Rio – pelas lentes de Joelington Rios

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O contraste da cidade. De uma lado a beleza, a riqueza, o cartão postal.

Do outro, a maior parte da população que circula e sustenta todo esse glamour.

Do questionamento de andar pelas ruas do Rio de Janeiro, o fotógrafo quilombola Joelignton Rios conseguiu captar através de sua lente, de forma
poética e política, as nuances que fazem da capital fluminense um dos lugares mais desiguais entre as frações sociais.

Natural do Maranhão, Joelington construiu seu imaginário do Rio através das belas imagens de sua natureza, da orla pomposa da Zona Sul, etc. Porém, em sua imersão enquanto morador da cidade, desfez a ideia a inicial. Ao andar atentamente pelas ruas, principalmente, pelas vias das áreas centrais da cidade, pode perceber todo um sistema marginal que dá sustentação à cidade maravilhosa. A ideia de um Rio perfeito entrou em choque com a realidade concreta.

A série “O que sustenta o Rio” nasce desse contato, dessa experiência de corpo que se desloca e observa o que está ao redor. As fotos são como crônicas de uma cidade que ora vive de sua aparente estabilidade e paz e ora é sacudida pelas questões sociais inerentes a esse sistema que privilegia poucos em detrimento de muitos.

Um sistema tão cruel ao ponto de matar.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.