MP de Milão envia pedido de extradição e mandado de prisão internacional de Robinho

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na manhã desta terça-feira (15) o Ministério Público de Milão, na Itália, enviou um pedido de extradição e um mandado de prisão internacional contra o jogador Robinho, segundo informações do jornal La Repubblica e informa ainda que o jogador pode ser preso caso decida deixar o país.

Robinho foi condenado a nove anos de prisão – Foto: Divulgação Santos FC

Robinho foi condenado a nove anos de prisão por violência sexual contra uma mulher de 23 anos em uma boate em Milão, quando ainda era jogador do clube italiano Milan, em 2013. No final de 2020, o Tribunal de Justiça de Milão emitiu a decisão da condenação do jogador brasileiro, que foi mantida pelo Supremo Tribunal da Itália, em decisão tomada no mês de 2021.

Leia também: Pelé está internado para tratar câncer no intestino 

Na época da condenação, a defesa de Robinho entrou com um recurso, em 19 de janeiro, que foi negado pela Corte de Cassação de Roma, o equivalente ao Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro. Além do tempo de reclusão, o jogador também deverá pagar uma multa equivalente a R$ 372 mil (60 mil Euros).

Robinho e Ricardo Falco, amigo do jogador, foram processados no artigo 609 do Código Penal Italiano, quando duas ou mais pessoas estão reunidas para a realização de atos de violência sexual. A vítima, uma mulher albanesa, disse que foi drogada e abusada sexualmente por seis homens enquanto estava desacordada. A defesa de Robinho disse que a relação foi consentida.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.