Movimento Negro Capixaba faz ocupação simbólica na Câmara de Vitória

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Ato denuncia a desigualdade racial na política de Vitória/ES – Foto: Karini Bergi

Representantes do Movimento Negro do Espírito Santo realizaram uma ocupação simbólica na manhã desta quinta-feira (12) em frente à Câmara Municipal de Vitória. Com participação de candidaturas negras ao legislativo, o ato denunciou a desigualdade racial nos espaços de representação política e enfatizou a importância de votar nestas eleições em candidatos negros, que estejam comprometidos com o combate ao racismo e às opressões de gênero e classe.

A iniciativa foi promovida pelo Círculo Palmarino, organização do Movimento Negro no ES. “Esperamos que o aumento da participação de negros e negras na disputa, que foi recorde neste ano, se reflita numa ampliação da nossa presença nos espaços de poder”, afirma Lula Rocha, coordenador da organização.

O recorde mencionado se refere à maior proporção já registrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de candidatos negros nessas eleições de 2020 (49,9%). No entanto, este aumento não se reflete na realidade, conforme mostrou um levantamento do próprio TSE, que revelou que cerca de 25 mil candidatos mudaram sua raça declarada nesta eleição. Ao todo, 40% dos candidatos mudaram sua autodeclaração, passando de branco para negro. 

Uma determinação do Supremo Tribunal Federal, tomada no mês de setembro deste ano, preconiza a divisão proporcional de recursos eleitorais para candidaturas de pessoas negras e pessoas brancas

Na ocupação, houve microfone aberto para os candidatos negros ao legislativo da capital capixaba reafirmarem seus compromissos e, apesar de serem de partidos diferentes, todos os candidatos ressaltaram a importância de atender as demandas da população negra de Vitória, historicamente subrepresentada, e de construir uma política antirracista.

APOIO-SITE-PICPAY

Samily Loures

Baiana em terras capixabas, é formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo). Com atuação em publicidade social e pesquisa em Identidade Negra, acredita que a comunicação pode ser instrumento de mudanças sociais. Apesar de militante e sagitariana, consegue levar a vida com serenidade. E deboche.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.