Governo deve prorrogar por dois anos desoneração da folha de pagamento de empresas, diz Bolsonaro

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Durante um evento no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou que o governo decidiu manter a desoneração da folha de pagamentos de 17 setores da economia, que mais empregam, até 2023. Pouco antes da declaração, empresários dos setores pediram para prorrogação do prazo.

Foto: Adriano Machado/Reuters

A desoneração está prevista para acabar no fim deste ano, mas o presidente da República anunciou a prorrogação durante o lançamento de um programa de combate à fome. A desoneração é uma alternativa para empresas reduzirem o pagamento de impostos.

Na última quarta-feira (10), o deputado federal Marcelo Freitas (PSL-MG) protocolou, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, um relatório favorável ao projeto de lei que prorroga a desoneração.

“Quando se fala em alimentação, emprego, é alimentação. Quem não tem emprego, tem dificuldade de se alimentar, obviamente. Reunido com a Tereza Cristina [ministra da Agricultura], com o nosso prezado ministro Paulo Guedes [Economia] e mais de uma dezena de homens e mulheres representantes do setor produtivo do Brasil, resolvemos prorrogar por mais dois anos a questão que tem a ver com a desoneração da folha”, afirmou Bolsonaro durante o evento.

Leia também: Governo Bolsonaro condensa mais de mil normas trabalhistas em apenas 15

Os 17 setores mencionados da economia são: as indústrias têxtil, de calçados, máquinas e equipamentos e proteína animal, construção civil, comunicação e transporte rodoviário.

“Isso tem a ver com manutenção de emprego. Agora estamos na questão pós-pandemia e devemos ajudar esses setores. Ou seja, quem por ventura se eleger em 2022 vai ter 2023 para resolver essa questão da desoneração da folha”, finaliza.

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.