Morre Roberta Nascimento, mulher Trans que foi queimada viva por adolescente no Centro de Recife

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Morreu na manhã desta sexta-feira (9), Roberta Nascimento da Silva, mulher trans, que foi queimada enquanto dormia no centro do Recife (PE). Roberta sofreu falência respiratória e renal e veio a óbito às 9 horas, de acordo com a assessoria de comunicação da unidade de saúde.

Roberta ficou internada no Hospital da Restauração – Foto: Reprodução

Roberta estava internada desde o dia 24 junho, depois ter 40% do seu corpo prejudicado por queimaduras, a vítima foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Restauração (HR). Após o ataque, Roberta precisou passar por dois procedimentos cirúrgicos, o primeiro foi a amputação do braço esquerdo, realizado no dia 26 de junho, o segundo, foi a amputação de parte do seu braço direito, no dia 30 de junho. Segundo o HR o atentado a Roberta foi de nível grave, provocando queimaduras de terceiro grau, atingindo a musculatura da vítima. Depois destes procedimentos, no dia 5 de julho, o caso de Roberta voltou a se agravar e ela  precisou ser entubada na UTI do Hospital.

Roberta era uma mulher trans em situação de rua, e na noite do dia 23 de junho, estava dormindo no Terminal de Ônibus do Cais de Santa Rita, no centro de Recife e, enquanto dormia, um adolescente a atacou com álcool e fogo. Ele foi preso em flagrante e a polícia o autuou após o crime, sendo levado para uma instituição para jovens infratores.

Violência por transfobia

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), somente no primeiro semestre de 2021, mais de 80 Travestis e Transexuais morreram, sendo 78 mulheres travestis/trans e  2 homens trans. Destes casos, 33 foram por tentativas de assassinato, 27 por violações de direitos humanos e 9 suicídios. Ainda segundo a ANTRA, a estimativa de vida de pessoas trans é de 35 anos, e as violações são recorrentes, em sua maioria, com mulheres trans negras.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.