Morre o bailarino e coreógrafo Ismael Ivo, um dos maiores nomes da dança do Brasil

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O bailarino e coreógrafo Ismael Ivo, 66 anos, morreu nesta quinta-feira (8), vítima da Covid-19. Ivo era um dos maiores nomes da dança brasileira e conhecido internacionalmente. Ele foi o primeiro diretor negro do Balé da Cidade de São Paulo e também alcançou o cargo maior da área de dança da Bienal de Veneza. 

Há cerca de um mês, Ivo estava internado no Hospital Sírio Libanês, mas não resistiu. Em postagem no perfil de Ismael, a família confirmou a informação da morte dele. 

Sobre ele:Natural de Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo, Ismael Ivo começou a se interessar pela dança ainda na adolescência. A paixão aumentou nos anos 70 quando começou a fazer parte do Teatro de Dança Galpão.
EM 1983, durante uma apresentação na Bahia, Ivo conheceu o coreógrafo norte-americano Alvin Ailey. Esse encontro mudou a vida do brasileiro, que a partir de então começou uma carreira internacional. Ivo passou 30 anos morando fora do país. 

Em terras estrangeiras foi co-fundador do festival de dança contemporânea Impulstanz, que aconteceu em Viena, na Europa.

APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.