Em videoaula da rede estadual do Rio professor nega que haja racismo no Brasil

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um professor de Geografia da rede estadual do Rio de Janeiro, que não teve o nome revelado, disse em uma aula disponibilizada no aplicativo de ensino remoto da rede estadual do Rio que não há racismo no Brasil. O professor, em uma aula sobre a formação do povo brasileiro, argumenta que não pode haver discriminação de raça no país por sua formação ter acontecido a partir de uma misceginação. A aula foi apagada da plataforma logo após o vídeo começar a circular nas redes sociais.

Quando muita gente fala para mim sobre racismo, eu fico me perguntando: como (existe) racismo se a gente é tão misturado assim? Nosso processo é diferente da grande maioria dos países. Não temos uma definição étnica bem formada. Somos um país miscigenado“, afirma o professor de Geografia durante videoaula no aplicativo de aulas chamado Applique-se.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) pede “desculpas pelo equívoco, esclarece que não compactua com qualquer forma de preconceito e informa que já retirou o vídeo da plataforma”.

Leia também: Coletivo baiano lança programa “Wi-Fi Solidário” para ajudar estudantes durante aulas remotas

A Seeduc disse ainda que está produzindo um novo material audiovisual, “com conteúdo que condiz com a história e realidade brasileira acerca do tema”, que será disponibilizado no aplicativo de educação remota Applique-se.

O aplicativo de ensino remoto contém 4 mil materiais pedagógicos com videoaulas, podcasts e orientações de estudos. O acesso ao material não consome dados de celulares dos alunos, o que ampliou o acesso de estudantes da rede, e os professores da rede mediam aquele conteúdo.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.