Morre Dito de Oxóssi, vocalista do Afoxé Ylê de Egbá

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Morreu na manhã deste domingo (15), o babalorixá e vocalista do Afoxé Ylê de Egbá, Expedito Paula Neves, o Dito d’ Ossòósi, vítima de uma parada cardiorrespiratória. O músico é conhecido mundialmente por difundir e valorizar a musicalidade negra. Ele, que completaria 58 anos na próxima terça-feira (17), deixa esposa e cinco filhos.

Foto: Marcelo Soares/Esp. para DP/D. A Press.

Desde o dia 26 de setembro, Dito estava internado desde na no Hospital Otávio de Freitas, no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife, onde se recuperava de uma pneumotórax (doença provocada pela ruptura de uma pequena área debilitada do pulmão). 

Dito era dono de uma das vozes mais marcantes da música negra pernambucana. O Afoxé que ele fazia parte, é um dos mais antigos do estado e realiza uma série de atividades sociais na comunidade do Alto José do Pinho, na Zona Norte do Recife. Foi justamente o trabalho dentro do grupo que o fez viajar para vários lugares do mundo, ministrando oficinas e realizando apresentações culturais.

O sepultamento será na tarde desta segunda-feira (16), no Cemitério de Santo Amaro, no Centro do Recife.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.