Miss Universo 2019 traz curiosidades com 22 representantes negras

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Birta Abiba, Miss Islândia, e Miriam Rautert, Miss Alemanha.

Polêmicas à parte acerca da existência de um concurso de beleza em pleno 2019, fato é que o Miss Universo 2019 vai acontecer no dia 8 de dezembro em Atlanta, nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira (28), foi divulgada a lista completa com as 89 candidatas ao título – entre elas, 22 negras.

África do Sul, Angola, Bahamas, Barbados, Belize, Curaçao, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Cayman, República Dominicana, Guiné Equatorial, Haiti, Irlanda, Jamaica, Quênia, Nigéria, Santa Lúcia, Serra Leoa, Tanzânia e Estados Unidos serão representados por mulheres negras. Compondo a lista das 22, estão as surpreendentes Itália, Alemanha e Islândia.

Em meio ao avanço da extrema direita, a Itália se vê imersa numa crescente onda de racismo – principalmente, no futebol. Os debates sobre a relação entre política e a exaltação do preconceito tem sido constantes dentro e fora do país;  Miriam Rautert, por sua vez, vai se tornar a primeira alemã negra a concorrer ao prêmio, uma quebra histórica de paradigma; e a surpreendente Islândia, insular país nórdico com apenas 360 mil habitantes, elegeu Birta Abiba como miss.

Vale ressaltar que a representante brasileira, Júlia Horta, é branca.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.