Jornalista lança livro sobre a importância dos profissionais negros na comunicação

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A jornalista Carmen Lúcia reuniu um grupo de 23 mulheres pretas, das mais diversas áreas, e lançou o livro ‘Nós por nós’, publicado este mês pela Editora Conquista

Foto: divulgação

O livro ‘Nós por nós’ apresenta narrativas que buscam gerar resistência ao racismo por meio do autocuidado e autoconhecimento. “Com diferentes relatos, conseguimos diversificar o discurso que vai desde a representatividade afirmativa na construção de ser negro, passando pela importância do senso coletivo, o teatro como senso de luta e a importância da psicologia preta. Eu fiquei com a missão de escrever sobre a presença preta na comunicação”, conta Carmen Lúcia.

No livro, Carmem fala sobre ser uma jornalista que trabalhou grande parte da carreira no ramo de moda, beleza e entretenimento e as experiências de muitas vezes ser a única negra em eventos e em algumas redações. Segundo ela, foi só com o tempo que conseguiu entender o significado que a sua presença tinha naqueles locais e como isso afetaria as gerações futuras.

Não é de hoje que eu questiono a ausência de jornalistas negros ocupando cargos de protagonismo no ambiente midiático. Essa invisibilização nunca foi natural aos meus olhos. Ao fazer a pesquisa para o meu artigo do livro, me deparei com este dado: a revista Vaidapé, em 2017, apontou que apenas 3,7% dos apresentadores dos programas de TV são negros. Como driblar o sistema que por anos perpetuou um padrão como o belo, o certo, o desejado e abrir espaço para nós? Eu decidi lutar de dentro. Primeiramente como repórter trazendo as mais variadas pautas pretas para as manchetes. E entenda, não estou falando de pautas que envolvam apenas racismo, somos mais do que isso. Produzimos diversos conteúdos que merecem ser vistos”, conta a jornalista

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.