Inflação urbana do Egito acelera para 10,5% em março

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Via Reuters

A inflação anual dos preços ao consumidor urbano do Egito acelerou em março para 10,5%, a maior em quase três anos e mais rápida do que os analistas esperavam, mostraram dados da agência estatal de estatísticas CAPMAS no domingo.

Duas mulheres egípcias fazendo compras em um supermercado no Cairo, Egito, 1 de dezembro de 2019. Foto tirada em 1º de dezembro de 2019. REUTERS/Shokry Hussien

O índice de inflação, acima de 8,8% em fevereiro, foi maior do que a mediana das previsões de 10% em uma pesquisa da Reuters com 14 analistas.

Leia também: Egito: o 1º campeão africano

Os aumentos de preços foram causados em parte pela escassez de commodities após a invasão russa da Ucrânia, enviando inflação acima da meta de 5-9% do Banco Central e sua taxa de empréstimo overnight de 9,25%.

Alguns analistas esperam que a inflação aumente ainda mais nos próximos meses.

A inflação do núcleo, que retira itens voláteis como alimentos, saltou para 10,1% em março, de 7,2% em fevereiro, informou o Banco Central no domingo, o maior desde junho de 2018.

“O aumento das tendências de inflação é amplamente esperado e atingirá o pico até agosto de 2022, após o qual começará a se normalizar”, disse Radwa El Swaify, da Pharos Securities Brokerage.

Sara Saada, da CI Capital, por sua vez, disse que o governo deveria aumentar os preços dos combustíveis este mês.

“Assim, esperamos que a inflação mensal aumente em abril para registrar a inflação anual entre 12,5 e 13%, o que reflete os preços mais altos dos produtos petrolíferos”, disse ela.

A Naeem Research disse que o aumento foi em grande parte atribuível aos preços mais altos das commodities e à desvalorização da moeda em 21 de março.

“Com os impactos completos da depreciação da libra egípcia (de 15% em relação ao dólar) esperada para filtrar para baixo na economia, esperamos que a inflação aumente ainda mais em abril”, disse em nota.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.