Inep e CNE divergem sobre informações quanto a data do Enem 2021

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Maria Helena Guimarães de Castro, informou na tarde desta quinta-feira (13), que as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2021) seriam realizadas em janeiro e fevereiro de 2022. Na ocasião, Castro relatou que a informação havia sido repassada a ela em uma reunião  com o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas Ribeiro. Após a repercussão da notícia, a presidente do CNE disse que havia se confundido sobre a informação.

Despacho interno do Inep confirmando as datas do Enem 2021 – Foto: Reprodução

O Inep, por meio de sua assessoria de comunicação, negou a definição das datas para 2022 e informou que ainda não se tem datas definidas para o Enem 2021. Em nota, o instituto afirma que “está concluindo o processo de planejamento e elaboração do cronograma de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 e engajado para que as provas sejam realizadas ainda neste ano”.

Um despacho interno do Inep, contudo, também revela que o diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional, Alexandre Gomes da Silva, teria assinado um ofício marcando as provas do Enem 2021. A versão impressa seria nos dias 16  e 23 de janeiro de 2022 e a versão digital nos dias 30 de janeiro e 06 de fevereiro de 2022.  Apesar do documento, a presidência do Inep insiste que não há definição da data e que não existe nenhum documento assinado pelo presidente Dupas Ribeiro com essa data definida.

Leia também: UFRJ pode fechar as portas no segundo semestre por cortes de verba

“O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reafirma que está concluindo o processo de planejamento e elaboração do cronograma de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 e engajado para que as provas sejam realizadas ainda neste ano. Para tanto, a Autarquia busca excelência no processo de planejamento, com o intuito de atender a todos os requisitos sanitários e garantir uma aplicação segura a todos os envolvidos, desde sua elaboração. O Instituto reafirma, ainda, que tem orçamento suficiente para realizar o Enem 2021”, diz a nota.

Ingresso no ensino superior no Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio é utilizado, desde 2009, como instrumento de acesso ao ensino superior no Brasil por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni). É, também, através das notas alcançadas no exame que estudantes de todo o país podem pleitear financiamento estudantil em programas como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Dados do Instituto Brasileiro de Pesquisa (IBGE) demonstram que entre 2010 e 2019 – o número de alunos negros no ensino superior cresceu quase 400%. Os negros chegaram a 38,15% do total de matriculados, o que ainda é abaixo da porcentagem de pessoas negras na população brasileira, que no mesmo período, representava 56%.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.