Idosa é vítima de racismo em Diadema: “essa nega tem que levar 50 chibatadas”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na manhã da última segunda feira (12), uma idosa de 61 anos, que trabalha em um hospital de Diadema foi vítima de racismo. Um médico ficou nervoso com ela e gritou ofensas racistas. Segundo Janaína Teodoro, filha da idosa, que registrou o boletim de ocorrência, a senhora ligou para ela com a voz trêmula. “Pediu para que eu fizesse uma carta para uma amiga entregar à direção Hospital Municipal de Diadema sobre um caso de Racismo. Minutos depois ela confessou que a vítima era ela”, informou. 

Idosa registra boletim de ocorrência contra médico em Diadema – Foto: Reprodução/Facebook

Ainda de acordo com Janaína, o médico teria ficado nervoso com um suposto erro da idosa e proferiu os insultos. “Um médico da maternidade do hospital, após ouvir que minha mãe tinha errado no preenchimento de um documento e estava pedindo ele de volta para correção, GRITOU na frente de todos os colegas de trabalho presentes no posto médico: ‘Essa nega tem que levar 50 chibatadas por isso’”, indignou. 

Leia também: Dono de empresa chama promotora de eventos de “puta” e “macaca”

História

Janaína relembrou o passado, a ancestralidade da família e revelou que a noite foi tensa para ambas. “Perdi o sono a noite pensando no que ela ouviu por segundos ontem. Segundos que traz a história de nossa família a tona, o avô de minha mãe nasceu no cativeiro mesmo após a Lei Áurea, foi escravizado. Pela manhã, ela me disse que aquilo doía. Ela não sabia explicar o porquê ouvir aquilo doeu como se as chibatadas fossem algo para além das palavras”, desabafou Janaína em uma postagem no Instagram, em uma foto com a mãe.

Apuração

Em nota, o Hospital Municipal de Diadema informou que “o caso foi encaminhado para apuração junto à comissão de ética médica do serviço e um processo administrativo disciplinar foi aberto. O profissional foi afastado das suas atividades assistenciais, já assumidas por outro profissional”. 

O caso foi registrado como injúria racial, no 2º Departamento de Polícia de Diadema, que instaurou inquérito policial para apurar os fatos.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

1 Comment

  • País construído no racismo e no privilégio branco. E agora com esses governo fascista, os racistas estão se sentindo muito a vontade para externalizar todo esse sentimento ruim. É nós por nós.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.