Homens negros são 70% das pessoas em situação de rua em São Paulo, diz estudo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Mais de 100 mil pessoas estão em situação de rua no Brasil

Pessoa dormindo na rua. Foto: Paulo César

Segundo o Censo da População em Situação de Rua realizado prefeitura de São Paulo, 85% das pessoas que vivem nas ruas da cidade são homens, sendo 70% homens negros. De acordo com a pesquisa, o índice aumentou 60%, comparado aos dados coletados em 2015. Somando um total de 24.344 pessoas em situação de rua.

Algumas das causas apontadas são brigas familiares, problemas de saúde, dependência química, falta de emprego e perda de moradia. O levantamento ainda mostra que a maioria dessa população fica entorno Subprefeitura da Sé e no bairro da Mooca, 46,6% tem de 31 a 49 anos. Dentre eles, 386 se declaram transexuais. Para a realização do estudo, foram ouvidos moradores de rua de 6.800 regiões da cidade.

Dados nacionais

Uma estimativa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), publicada em 2019, contabilizou mais de cem mil pessoas vivendo nas ruas do Brasil. Porém, representantes do próprio Ipea afirmam que esses números podem estar defasados.

Intuições ligadas à área de direitos humanos cobram dados mais precisos. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) alega que realizar uma pesquisa desta magnitude em território nacional pode ser “inviável”. “Nossas pesquisas consideram apenas domicílios permanentes, e identificar pessoas em situação de rua exige um grande esforço de mobilização, em particular em países com grandes territórios, como o Brasil”, diz o IBGE.

APOIO-SITE-PICPAY

Louise Freire

Jornalista e apaixonada por livros. Concluiu sua graduação em 2016 e no mesmo ano estagiou em uma revista. Participou da produção de um programa da TV Brasil e trabalhou como produtora audiovisual.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.