Guiné confirma primeiro caso de morte com vírus Marburg, semelhante ao Ebola, na África

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um paciente morreu com o raro e altamente infeccioso vírus de Marburg, em Guiné, na última segunda-feira (9). Esse é o primeiro caso do vírus parecido com o Ebola no oeste da África.

O vírus de Marburg é um primo um pouco menos mortal do Ebola, para o qual não existem vacinas nem tratamento. Recentemente detectado na Guiné, manifesta-se por febre alta acompanhada de hemorragia externa e interna, com mortalidade média de 50%.Amostras do vírus que foram retiradas do paciente na cidade de Gueckedou, no sul do país, identificaram febre hemorrágica.

Ainda de acordo com a OMS, o vírus é transmitido por meio de morcegos frugívoros e pode ser transmitido entre humanos por meio de contato com fluídos corporais de pessoas infectadas ou em superficies e materiais contaminados. Ainda não há vacinas ou tratamento antiviral. Existem apenas tratamentos específicos que podem aumentar a chance de sobrevivência dos pacientes.

A detecção do caso acontece menos de dois meses após Guiné declarar o fim do surto mais recente de ebola. 

África ocidental registra primeiro caso de grave doença de MarburgoIsaac Kasamani/AFP

Esse vírus, antes conhecido como febre hemorrágica de Marburg, foi batizado pela cidade alemã onde foi detectado pela primeira vez, em 1967, em um laboratório cuja equipe estava em contato com macacos com a doença, importados de Uganda.No mesmo ano, dois outros surtos foram detectados em laboratórios em Frankfurt, Alemanha e em Belgrado (Iugoslávia, hoje Sérvia). Sete pessoas morreram da doença.

“Gueckedou, onde Marburg foi confirmado, é também a mesma região onde ocorreram casos do surto de Ebola em 2021 na Guiné, bem como onde foram detectados inicialmente o surto de 2014 a 2016 na África Ocidental”, de acordo com a declaração da OMS.

“Amostras retiradas de um paciente já falecido e testadas em um laboratório de campo em Gueckedou, bem como pelo laboratório nacional de febre hemorrágica da Guiné, deram positivo para o vírus de Marburg. Uma análise posterior do Institut Pasteur no Senegal confirmou o resultado”, continuou. 

Autoridades de saúde estavam tentando encontrar nesta segunda-feira pessoas que possam ter tido contato com o paciente. Também lançaram uma campanha pública para ajudar a conter a propagação da doença. Uma equipe de dez especialistas da OMS estão no local para investigar o caso e ajudar em uma resposta de emergência do país.

“As taxas de letalidade variaram de 24% a 88% em surtos anteriores, dependendo da cepa do vírus e do manejo do caso”, disse o comunicado. “Na África, surtos anteriores e casos esporádicos foram relatados em Angola, República Democrática do Congo, Quênia, África do Sul e Uganda”.

Como é transmitido?

O vírus faz parte da família dos filoviridae (filovírus), como o Ebola (com o qual compartilha muitas características), e é transmitido ao homem por meio de morcegos frugívoros (rousettus), geralmente considerados hospedeiros naturais desse vírus.

É transmitido entre humanos por contato direto com fluidos corporais de pessoas infectadas, ou com superfícies ou materiais, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

APOIO-SITE-PICPAY

3 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.