Filho de empregada doméstica morre após cair de prédio de luxo no Recife enquanto mãe trabalhava

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um menino de cinco anos morreu após cair do 9° andar da sacada de um prédio de luxo no Centro do Recife, em Pernambuco. Miguel Otávio Santana da Silva era filho de Mirtes Renata, uma empregada doméstica que, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, ainda estava trabalhando. Mirtes trabalha no 5° andar de um apartamento do Condomínio Pier Maurício de Nassau. De acordo com a perícia da Polícia Civil, o menino caiu quatro andares acima, de uma altura de aproximadamente 35 metros

O condomínio tem dois prédios de luxo e fica na área central do Recife

De acordo com a perícia da Polícia Civil, o menino caiu quatro andares acima, de uma altura de aproximadamente 35 metros. 

Por meio de nota, a Polícia Militar de Pernambuco informou que Miguel foi socorrido pela própria mãe e por um médico do edifício, mas não confirmou se o profissional de saúde era o patrão da empregada doméstica. Ou seja, ainda não se sabe se a mulher trabalhava na residência de algum profissional de serviço essencial. No momento em que foi socorrida, a criança ainda estava viva mas morreu logo sem seguida. 

As imagens de câmeras de segurança do edifício mostrou que a criança pegou o elevador sozinha e apertou diversos botões ‘”ele estava procurando a mãe”, disse o perito André Amaral, em entrevista coletiva aos jornalistas.

O perito disse ainda que vestígios da criança foram encontrados no hall de serviços do prédio. ”havia marcas de sandália de uma pessoa de 1,2 metros de altura, compatível com a altura da criança na parte condensadora do ar-condicionado. O menino chegou ao guarda-peito, que é de alumínio e a grade quebrou.”.

 A perícia ainda afirmou que a porta do 9° andar e a janela estavam aberta. “A área de acesso não tinha proteção. Qualquer pessoa pode ter acesso. Mas não é comum uma criança ter acesso a uma área daquela. É uma área comum”, concluiu.

Empregada doméstica pode trabalhar?

O decreto do Governo de Pernambuco informa que as empregadas domésticas que trabalham na residência de profissionais que atuam em serviços essenciais, na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), como médicos, policiais, entre outros, também estão dentro do grupo de pessoas que pode exercer o trabalho neste período de quarentena. As demais empregadas domésticas, que atuam em casas de pessoas que não se encaixem neste perfil, continuam impossibilitadas de atuarem neste período de isolamento.

APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.