Filha de Beyoncé ganha seu 1° Grammy com ‘Brown Skin Girl’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Beyoncé e sua filha de 9 anos, Blue Ivy, ganharam o Grammy com ‘Brown Skin Girl’ como melhor videoclipe. A canção faz parte do álbum “The Lion King: The Gift”, lançado por Beyoncé como acompanhamento para o filme “O Rei Leão”, da Disney.

A música premida conta com Blue Ivy Carter, filha de nove anos de Beyoncé e Jay-Z nos vocais. Ou seja, 9 anos, filha de Beyoncé ganha seu primeiro Grammy com ‘Brown Skin Girl’.

Grammy com 'Brown Skin Girl'
Grammy com ‘Brown Skin Girl’

Os internautas não perderam tempo e já começaram a comentar que a pequena Blue Ivy é a sucessora da mãe.

Este é o 25º gramofone da carreira de Beyoncé e ainda hoje ela concorre a mais sete estatuetas — seriam oito, mas o seu “Black is King” perdeu a categoria de melhor filme musical para o documentário “Linda Ronstadt: The Sound of My Voice”. Caso a cantora leve mais quatro prêmios, fechando a noite com cinco Grammys, ela se tornará a mulher mais premiada na história da instituição.

Marcado inicialmente para janeiro deste ano, o Grammy foi transferido para março para que pudesse ser presencial, como em todos os outros anos. A pandemia do Coronavírus, ainda não controlada, acabou alterando novamente os planos dos organizadores do evento. Com isso, apenas algumas apresentações foram feitas ao vivo e os vencedores agradeceram ao público através de videochamadas.

A noite do Grammy conta com apresentações de BTS,Taylor Swift, Billie Eilish, Cardi B, Doja Cat, Harry Styles, Dua Lipa, Post Malone, Black Pumas, Chris Martin, DaBaby, Miranda Lambert, Maren Morris, John Mayer, Haim, Mickey Guyton, Brandi Carlile Brittany Howard.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.