Empresário cria plataforma para incluir negros no mercado de Trabalho

APOIE O NOTÍCIA PRETA
A plataforma é totalmente gratuita para pessoas físicas – Foto: Divulgação

Celebrando o mês da Consciência Negra, o empreendedor paulista, Laudo Nascimento, acaba de lançar o site povopreto.com.br, com o objetivo de cadastrar, de forma gratuita, todos os prestadores de serviços negros, independente da área de atuação. “Queremos ter diaristas, mecânicos, tatuadores, cabeleireiros, encanadores, psicólogos, advogados, arquitetos, médicos, dentistas, fisioterapeutas, etc. Queremos o black money, primeiramente, circulando entre nós pretos, pois nossa representatividade começa por nós, quando consumimos produtos e serviços do nosso povo preto”, define Laudo.

Laudo Nascimento é empresário paulista e criou a plataforma – Foto: Divulgação

A plataforma de serviços vai funcionar como uma vitrine digital para profissionais negros, em grande parte invisibilizados pelo mercado. “Muitas pessoas têm aquela desculpa de dizer que não contratam negros porque não sabem em qual lugar encontrar. Agora, com a plataforma, já vão poder conhecer”, destaca o empreendedor.

O serviço é totalmente gratuito para pessoa física. Já para empresas que queiram se cadastrar no site é cobrado um valor simbólico de adesão, de R$ 47,00. A contribuição visa ajudar na manutenção da iniciativa, que está sendo financiada com recursos próprios.

Desigualdade
A proposta também expõe uma realidade gritante para os negros no Brasil: Dados recentes revelam que o rendimento domiciliar per capita médio, em 2018, da população negra foi R$ 912 menor do que o da população branca no Brasil. Além disso, a taxa de desocupação média, em 2018, foi 4,6% maior para os que se identificam como pretos ou pardos.

Números que destacam a desigualdade social no Brasil, notadamente reforçada pela cor da pele. Diante deste cenário, iniciativas como a do Laudo procuram estabelecer um parâmetro na luta por maior igualdade racial no Brasil.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

3 Comments

  • Yara Marina Magrinelli De Toledo

    (28/11/2020 - 10:15)

    Sempre desde criança tive o privilégio de sentir esse racismo, apesar de ser branca, defendia minhas coleguinhas negra e pobras dos descasos que sofriam e sofrem. Hoje tenho sob meus cuidados e apôio uma família negra e criei com a mãe seus 3 filhos. Essa mãe não tinha consciência de sua raça e nem de sua História. Dizia que não era negra.
    Hoje é outra pessoa, estudou e seus filhos TB. Agradeço profundamente pois não me sinto mais só!

  • Reni Magalhaes

    (28/11/2020 - 15:54)

    Como fazer para se inscrever ou mesmo divulgar, talvez esse não seja o termo correto. Obrigada 11-961390873

    • Boa tarde, Reni. Na matéria tem o link para o site deles. Acesse lá e fique por dentro. 😉

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.