Diretor de escola católica em NY pede demissão após fazer aluno negro pedir desculpas ajoelhado

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após fazer um estudante negro, de 11 anos, se ajoelhar como parte de um pedido de desculpas a um professor, John Holian, diretor de uma escola católica de Nova York, nos Estados Unidos, renunciou ao cargo. Ele chamou a punição de “jeito africano” de expressar arrependimento.

O caso aconteceu em 25 de fevereiro, mas apenas nesta semana o diretor deixou o cargo. Na época, o menino contou para a mãe o que aconteceu, e explicou que a punição foi ocasionada porque ele teria começado uma tarefa antes do momento indicado.

John Holian, o diretor, disse que a punição seria um "método africano"  de expressar arrependimento - Reprodução/CBS NY
John Holian, diretor

A mãe tirou o filho do aprendizado presencial e entrou em contato com o colégio para que tomasse medidas cabíveis à atitude do diretor, que acabou sendo colocado em uma licença temporária.

Tentando justificar o injustificável, John Holian disse ter aprendido esse “método” com um pai nigeriano, que lhe apresentou a atitude com uma “maneira africana” de pedir desculpas.

Meu filho não é africano. Você generaliza a todos porque eles são negros? Você acabou de presumir que meu filho é nigeriano? Foi feito simplesmente porque ele era negro“, denunciou a mãe, em entrevista à estação CBS2.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.