Eduardo Bolsonaro defende atirador americano que matou dois manifestantes negros com uma AR-15

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) postou uma série com três tuítes onde se coloca a favor da atitude Kyle Rittenhouse que assassinou dois negros durante um protesto antirracista nos Estados Unidos, com um rifle AR15. As postagens foram publicadas no último final de semana.

Em seu perfil no twitter, o filho do presidente afirmou que o atirador estava defendendo sua propriedade de “terroristas” do movimento Black Lives Matter.

“Jovem Kyle Rittenhouse, de 17 anos, junto com seus amigos e vizinhos foi defender sua propriedade, integridade física e vida pois os terroristas do BLM (black lives matter) estavam indo para lá deixando destruição e feridos por onde passavam”, escreveu o parlamentar.

Em uma segunda postagem, Eduardo Bolsonaro publicou fotos que mostrariam Kyle sendo agredido por manifestantes e afirma que o jovem assassino agiu em legítima defesa. “Mesmo com arma em punho ele foi agredido e se defendeu de membros do BLM, pelo menos um deles armado. A situação é indesejável, mas claramente Kyle agiu em legítima defesa contra uma violência injustificada, logo, não merece punição”, escreveu o parlamentar.

Eduardo, que é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e deveria, no mínimo, ter uma postura diplomática, finaliza a sequencia de postagens manifestando apoio ao atirador: “Tem que se parar com a ideia de que sempre quem aperta o gatilho está errado. Todo apoio ao jovem Kyle”, concluiu.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

2 Comments

  • Luis Fernando

    (20/09/2020 - 16:33)

    Notícia Preta???
    Imagine se alguém cria um blog com o nome de Notícia Branca??
    Meu deus o mundo estaria essas desabando pelo lados dos comunas né mesmo??

    • É só você não seguir nada que publicamos, querido. Nem cara vc tem, provavelmente é mais um fake… Passar bem!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.