Continente Africano ultrapassa marca de 1,2 milhão de casos de Covid

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Fonte: Ansa

O continente africano ultrapassou nesta terça-feira (1º) a marca de 1,2 milhão de casos do novo coronavírus Sars-CoV-2 , segundo o levantamento do Centro de Controle de Doenças da União Africana.  

Em uma publicação no Twitter, as autoridades sanitárias revelam que o continente contabiliza 1.252.552 pessoas infectadas pela Covid-19 e 29.833 mortes. Os números, no entanto, devem estar subnotificados devido à escassez de testes em várias nações.   

O país do continente mais afetado pela pandemia é a África do Sul, com 627.041 casos e 14.149 vítimas. Na sequência aparecem Egito (98.839 infecções e 5.421 óbitos) e Marrocos (62.590 contágios e 1.141 falecimentos), na região do Mediterrâneo.   

Já na zona Oeste, a Nigéria, com seus cerca de 200 milhões de habitantes, é a nação mais ameaçada, totalizando 54.008 cidadãos contaminados e 1.013 mortes. O país ocupa o ranking dos mais populosos do continente, seguido pela Etiópia, que tem quase 100 milhões de indivíduos.   

O Chipre da África, por sua vez, tem o maior número de casos de coronavírus e mortes da África Oriental, com 52.131 infecções e 809 óbitos.   

Entre os países africanos lusófonos, Moçambique regista 3.916 casos e 23 mortos, Cabo Verde tem 3.884 casos e 40 mortos e Angola contabiliza 2.654 casos e 108 mortos.   

O primeiro caso da doença na África surgiu no Egito no dia 14 de fevereiro.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.