Conheça e divulgue: Nappy, o banco de imagens gratuito e totalmente negro

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A repetição de personagens padronizados – brancos – em imagens de anúncios, posts e textos tem, entre um de seus inúmeros motivos, a utilização de bancos gratuitos para a obtenção de registros ilustrativos. Para quebrar esta “desculpa”, conheça – e apresente a quem interessar possa – o Nappy.

Criado pela agência norte-americana Shade, especializada em trabalhar com influeciadores negros – “seja legal, seja pago” -, trata-se de um site gratuito, com fotos em alta resolução, apenas de pessoas negras, apresentando-as tanto em expressões artísticas, quanto em cenas cotidianas. Acrescente-se, ainda, que qualquer pessoa pode submeter fotos à iniciativa.

Banco de imagens Nappy

A falta de representatividade na tradução visual do mundo é facilmente verificável ao se digitar em buscadores quaisquer interesses sem identificar automaticamente a etnia desejada. As definições de “mulher dirigindo carro”, “família no cinema”, “casal em restaurante” são de uma alvura de causar inveja em qualquer comercial de sabão em pó.

O Nappy preenche uma lacuna e aponta, ainda, para o entendimento de que esta é uma questão global. Adotar referenciais identitários que nos aproximem de nós em todas as formas de manifestação constrói um cenário onde o reconhecimento de si é fortalecido naturalmente, impactando que não necessariamente está engajado na pauta.

Ter acesso a um banco de imagens com modelos negros e negras desnaturaliza a percepção preconceituosa e invisibilizadora de que a representação usual de qualquer coisa ou situação, caso não seja distinguida, será branca.

APOIO-SITE-PICPAY

Cipriano Jr

Cursou Comunicação Social (Jornalismo) na UFRJ e atuou como repórter na EBC, no diário Lance! e na MBPress - aqui, produzindo conteúdo para a editoria de esportes dos portais UOL e IG. Atualmente, trabalha como analista na equipe digital da FSB Comunicação. Publica quinzenalmente textos de opinião e ficção em seu espaço no Medium. Twitter: @cizenando_ Medium : @cizenando

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.