“Como é possível que não exista racismo?”, Iza rebate vice-presidente em show

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na noite do último sábado (21), a cantora Iza desabafou sobre o assassinato de João Alberto Silveira Feitas e a fala do vice-presidente Hamilton Mourão, quando ele disse que não existe racismo no Brasil. Durante a Live, promovida por uma cervejaria, Iza foi enfática em sua fala, rebatendo as declarações do general, vice-presidente e ressaltou o direito à vida. “Como é possível que não exista racismo? O nome dele é João Alberto Silveira Freitas, brasileiro, 40 anos, pai de 4 filhos. Ele tinha direito à vida assim como cada um de nós”, afirmou.

Ela disse ainda que a negritude vai continuar o caminho, lutando contra os preconceitos e racismos diários. “Nós vamos seguir, superar e cantar nossa história, apesar e para além do racismo. A música é uma forma de celebrar a vida e as vitórias, mas também um lugar de cura”, desabafou.

Emocionada, Iza reafirmou que a luta antirracista não vai parar. “Chega! Nós não vamos nos calar! E assim como todos os outros que já se foram, João Alberto, sua partida não foi em vão. Nós permanecemos lutando e contando a nossa história”, enfatizou.

Na última quinta-feira (19), João Alberto Silveira Feitas, de 40 anos, que foi espancado e morto por seguranças de uma unidade do Carrefour, em Porto Alegre (RS).

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.