Clube gaúcho é multado em R$ 10 mil por injúria racial de torcedor contra jogador do Botafogo

Na última-quarta-feira (15), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou o caso envolvendo o torcedor do Juventude em jogo diante do Botafogo, no Estádio Alfredo Jaconi, pela Copa do Brasil. Por votos da maioria da comissão julgadora, o clube gaúcho foi multado em R$ 10 mil pelo ato racista que teve como vítima o botafoguense Gustavo Bochecha.

O caso de racismo aconteceu em Caxias do Sul, após a vitória do Juventude sobre o Botafogo. Com o registro da ofensa racial confirmado pelo próprio clube da casa, foi feita uma denúncia no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Esse ponto específico da legislação prevê punições para casos de injúria racial com pena de R$ 100 a R$ 100 mil e condenação.

A queixa surgiu com o próprio Bochecha ao ouvir do banco de reservas o xingamento “macaco” por parte de um torcedor do Juventude que estava nas arquibancadas. Durante a partida, o homem foi identificado pelo policiamento do estádio e encaminhado para o Juizado Especial Criminal (Jecrim) do Estádio Alfredo Jaconi, onde foi homologada a ocorrência.

Luis Fernando Filho

Jornalista formado pela UFSM, militante dentro dos movimentos negros e estudantis, com experiências em veículos de comunicação independentes. Um amante do futebol e apaixonado por histórias de pessoas reais. Minha maior paixão é a reportagem.

2 comentários em “Clube gaúcho é multado em R$ 10 mil por injúria racial de torcedor contra jogador do Botafogo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: