“Não se trata de um procedimento estético, mas de saúde”, diz deputada Erica Malunguinho sobre morte de Lorena Muniz

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A deputada estadual Erica Malunguinho (PSOL-SP) acompanhou de perto o caso de Lorena Muniz, uma jovem mulher trans, de 25 anos que saiu de Recife para São Paulo, com o sonho de colocar próteses mamárias mas acabou morrendo neste domingo (21). Lorena veio à óbito cinco dias depois, após ter sido deixada sedada, na sala de cirurgia, inalando fumaça, enquanto um incêndio atingia a clínica.

O que aconteceu com Lorena faz parte da trágica realidade que pessoas trans enfrentam. Muitas de nós se submetem a esses procedimentos atraídas pelo baixo custo. É muito importante saber que não se trata de um procedimento estético, mas de saúde, porque faz com que nosso corpo se encontre com a nossa identidade de gênero“, explcia Érica Malunguinho em entrevista ao Universa.

Foto: Alesp

A deputada defendeu que o programa oferecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde) que realiza os implantes de próteses mamárias, precisa ser ampliado e a fiscalização de clínicas como a que Lorena estava internada deve ser mais rigorosa.

O SUS oferece parte dos procedimentos do processo transexualizador, mas é importante avançar nessas políticas, e garantir que haja fiscalização dos órgãos competentes em relação a clínicas que não tem registro para funcionamento, instalações muitas vezes precárias, profissionais não habilitados“, pede a deputada estadual. Malunguinho lembra, ainda, que esta não é uma questão que atinge apenas a população trans.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.