Cia Pé no Mundo faz apresentação na Oficina Cultural Oswald de Andrade

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Depois de circular pelo Brasil com o espetáculo  “Fora da Caixa – Repertórios Corporais”, celebrando 10 anos de trajetória da Cia Pé no Mundo, os artistas exibem performance em São Paulo amanhã, terça-feira (21), às 19h30, com entrada gratuita.

Foto: Clarissa Lambert

Segundo a direção do espetáculo, a ideia é transitando por diferentes territórios, percebendo a ausência de corpos pretos em determinados espaços. Nos estudos oficiais da história da arte ocidental, existem poucos registros e documentações que representam a comunidade negra e, neste momento, é importante refletir sobre refletindo sobre essa falta de representatividade.

“O que é o ‘clássico’ afinal? Como construímos este imaginário no Brasil? Será que conseguimos furar a bolha e nos colocar fora da caixa em diversos sentidos?  A intervenção ‘FORA DA CAIXA’ , é sobre estar fora da caixa preta, fora dos palcos e ocupando diversos espaços, mas é, sobretudo, fora da caixa no sentido de romper com estereótipos que nos colocam em alguns lugares e nos retiram de tantos outros. Para nós, a grande reflexão deste trabalho é: Qual será o clássico brasileiro no futuro?”, questiona o curador da oficina, Franck Marlot.

“Vale ressaltar que, enquanto pessoas pretas, possuímos diversos referenciais que se conectam com a nossa origem ancestral. Essas referências podem e devem ser ferramentas de materialização e corporificação dos nossos fazeres. Ainda precisamos falar sobre isso. E essa necessidade de fala só revela o quanto o racismo persiste na sociedade. A arte não está isenta dessa problemática. Ela é apenas um reflexo disso tudo… E nesta intervenção afirmamos nossa pesquisa de linguagem e desenhamos novos traços a fim de ampliar nossos discursos e possibilidades”, completa.

Leia também: Segunda edição do Sisu em 2022 tem mais de 65 mil vagas

“FORA DA CAIXA” foi desenvolvido durante pesquisas artísticas e teóricas. Em sua base inovadora, a efemeridade do material, já que cada espaço para o qual o trabalho é levado trata-se de uma seleção das coreografias que mais dialogam com o local. Elas interferem, então, no espaço e o espaço interfere no corpo para a recriação.

Serviço

Cia Pé no Mundo apresenta espetáculo  “Fora da Caixa”
Dia 21/06, terça-feira, às 19h30
Oficina Cultural Oswald de Andrade
Entrada Gratuita

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.