Chuva no Grande Recife causa deslizamentos de barreiras e 33 mortes

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Somente neste sábado (28) foram confirmadas 28 mortes em decorrência dos deslizamentos de barreira no Grande Recife. No total, chega a 33 o número de óbitos devido às fortes chuvas que atingem a Região Metropolitana e a Zona da Mata desde a última segunda-feira (23).

Uma das áreas mais atingidas é a região metropolitana do Recife. De acordo com a Defesa Civil da capital pernambucana, o acúmulo de chuvas chegou a 258 mm nas últimas 48 horas, cerca de 80% do previsto para todo o mês de maio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ocorreram diversos deslizamentos e desabamentos. Quatro deles foram nas seguintes localidades: Sítio dos Pintos, Zona Oeste do Recife; no Córrego do Jenipapo, na Zona Norte; Sucupira, em Jaboatão; e São Lourenço da Mata.

Foto: Pexels

LEIA TAMBÉM: Chuvas torrenciais provocam 435 mortes na África do Sul

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), os locais em que mais choveu foram Itapissuma, com 318 milímetros; Jaboatão, com 237 milímetros; e o bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, com 218 milímetros.

Além das mortes, quase mil pessoas tiveram que deixar suas casas por causa dos alagamentos e deslizamentos de terra.

A Secretaria de Educação do Recife disponibilizou 14 escolas e creches da rede municipal de ensino para abrigar as famílias desabrigadas em função das chuvas. São elas:

  • Escola Municipal Célia Arraes (Várzea)
  • Escola Municipal Diná de Oliveira (Iputinga)
  • Escola Municipal Casarão do Barbalho (Detran)
  • Escola Municipal São Cristóvão (Guabiraba)
  • Escola Municipal Mathias Delgado (Jardim São Paulo)
  • Escola Municipal Água Fria (Passarinho)
  • Escola Municipal Campina do Barreto (Passarinho)
  • Escola Municipal Marluce Santiago (Passarinho)
  • Escola Municipal Alto da Bela Vista (Alto da Bela Vista)
  • Escola Municipal Paulo VI (Linha do Tiro)
  • Creche Santa Luzia (Torre)
  • Creche Rosa Selvagem (UR-7/Várzea)
  • Creche Miguel Arraes (Roda de Fogo)

A Secretaria de Educação de Pernambuco abriu dois locais para receber as famílias que necessitam de abrigo: Escola De Referência Silva Jardim (Monteiro) e Escola De Referência Jarbas Pernambucano (Cajueiro).


APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.