Cabeleireiro Bruno Dantte é acusado de assédio

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O famoso cabeleireiro Bruno Dantte, especislista em cabelos cacheados e crespos, será investigado pela polícia do Rio de Janeiro. Clientes e funcionárias de Bruno relataram ao Fantástico, da TV Globo, terem sofrido assédio sexual dentro do salão do profissional.

Bruno Dantte é uma referência quando o assunto é cabelo natural. Ele tem salōes no Rio e em São Paulo e soma mais de 300 mil seguidores nas redes sociais. Na internet, o cabeleireiro dava dicas sobre como cuidar dos cachos, mostrava cortes, tratamentos, vendia cursos e tinha um discurso sobre empoderamento feminino.

Uma das mulheres contou ao Fantástico que, enquanto fazia um tratamento nos cabelos no salão de Bruno, ele começou a mandar mensagens para ela.

“Ele foi fazer o serviço de corte, foi finalizar, e aí: ‘Vamos tirar foto?’ Falei: ‘Vamos’. Aí ‘vamos tirar foto ali fora’. Aí ele falou para eu pegar nas partes íntimas dele. Eu fiquei: ‘Que está acontecendo?’ Eu falei: ‘Não, falei: claro que não!’ Ele pegou minha mão e colocou nas partes íntimas dele”

conta a vítima.

Com outra cliente, o desconforto começou durante o corte: “Quando ele acabou todo o serviço, ele só olhou para a funcionária, falou assim: ‘Eu vou levar ela lá fora’. E aí eu fui andando para elevador, eu falei: ‘Olha, eu tenho que ir embora’”.

Mas o elevador não estava funcionando. “Falei: ‘Vou ter que ir de escada’. Ele se colocou na minha frente, impediu a passagem. E nesse momento ele disse que queria me agarrar, queria me dar um beijo, e eu falei que eu não queria. Ele me agarrou de qualquer jeito, ele segurou os meus braços à força, e chegou a machucar, assim, realmente segurou muita força e ele me deu um beijo à força”.

As vítimas ouvidas pelo Fantástico não se conhecem. Por muito tempo elas tiveram vergonha de falar sobre o assunto e foi após uma ex-funcionária de Dantte postar na internet um desabafo que outras mulheres tomara coragem par denunciar o profissional.

No post a ex-funcionária do cabeleireiro conta que pediu demissão porque ele a sabotava profissionalmente. E dezenas de denúncias, desta vez sobre assédio sexual, começaram a aparecer.

Após a veiculação da reportagem Bruno cancelou suas contas nas redes sociais.

Bruno se pronunciou por meio de uma nota oficial após se afastar das atividades profissionais. “A assessoria de imprensa do empresário e cabeleireiro Bruno Dantte informa que, devido aos últimos acontecimentos, o mesmo optou por afastar-se de suas atividades e empresas por tempo indeterminado até que todos os fatos sejam esclarecidos e cessem os ataques difamatórios que lhe estão sendo indevidamente veiculados nas redes sociais. A assessoria jurídica do empresário já está tomando as medidas cabíveis e necessárias. Bruno deixa registrado que lamenta profundamente o ocorrido e que não compactua com nenhum tipo de comportamento abusivo.”

Procurado pelo Fantástico, o advogado de Bruno Dantte respondeu por meio de nota. Ele disse que o cabeleireiro desconhece e nega a prática de qualquer crime e também do assédio moral. E que ele está à disposição das autoridades para esclarecer os fatos.

Leia também: Presidente da Fundação Palmares é investigado por assédio moral

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.