Bahia lança programa de trainee exclusivo para pessoas pretas

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Foto: Reprodução/@ecbahia

O Esporte Clube Bahia lançou, nesta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra no Brasil, o “#PretoTricolor”, programa de trainee exclusivo para pessoas autodeclaradas pretas.

A iniciativa tem apoio da Organização das Nações Unidas, por meio do Fundo de Populações (UNFPA), do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, da ONG Mídia Periférica e da empresa 99jobs. Considerado o clube mais progressista do Brasil pelo jornal britânico The Guardian, o Bahia coleciona campanhas e ações sociais de enfrentamento ao racismo, machismo, capacitismo, homofobia, intolerância religiosa e outras formas de exclusão.

Além de autodeclarados pretos, os interessados pela vaga de trainee precisam ter cursado administração, marketing ou engenharia. O processo seletivo contará com teste de lógica, análise cultural, estudo de caso e entrevista com os gestores do clube. Como benefícios, serão disponibilizados vale-transporte, vale-alimentação, possibilidade de horário flexível, desconto em produtos e assistência médica.

A inscrição pode ser feita através do site 99jobs.cc/ecbahia até o dia 27 deste mês.Nas redes sociais, o clube baiano admite que não possui pessoas negras na diretoria ou nas gerências da instituição, mas que conta com 50% de representatividade nos cargos de coordenação e 60% nas vagas de supervisão.

O clube ainda destaca que o cenário precisa mudar, uma vez que sua cidade-natal, Salvador, é uma cidade majoritariamente negra. “A gente já conseguiu incluir mais gente ao clube, criando plano de sócios popular, camisa popular e as campanhas sociais destes três anos, mas faltava algo assim. Nos últimos dias saiu um estudo inédito que mapeou ações afirmativas em 23 multinacionais do país. É um movimento que vem ganhando musculatura e o Bahia se vê obrigado a contribuir”, diz o presidente do clube baiano, Guilherme Bellintani.

Além do programa de trainee, o Bahia anunciou a doação de uma tonelada de alimentos para o Comitê Comunitário de Enfrentamento da #COVID19 nos Bairros Populares de Salvador.

APOIO-SITE-PICPAY

Samily Loures

Baiana em terras capixabas, é formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo). Com atuação em publicidade social e pesquisa em Identidade Negra, acredita que a comunicação pode ser instrumento de mudanças sociais. Apesar de militante e sagitariana, consegue levar a vida com serenidade. E deboche.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.