Atriz francesa é multada em 20 mil euros por insultos racistas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A atriz francesa Brigitte Bardot, de 87 anos, foi multada em 20 mil euros por insultos racistas aos moradores de uma ilha localizada no Oceano índico. A sentença foi determinada pelo tribunal de Saint-Denis.

Brigitte, que até inspirou uma música de cantor Zeca Baleiro, é mundialmente conhecida por estrelar clássicos europeus como ‘E Deus criou a mulher’, de 1956, e ‘Histórias Extraordinárias’, de 1968.

Brigitte Bardot é condenada a pagar multa for comentários racistas. Foto: Reprodução

Os insultos que causaram a condenação foram feitos em uma carta de 2019, onde, segundo a atriz, estava denunciando supostos maus-tratos à animais baseado na cultura dos habitantes da ilha francesa de Reunião, que fica localizada no sudeste da África. No texto, Bardot afirma que o lugar é uma “Ilha do Diabo, cuja a população é degenerada ainda imbuída das tradições bárbaras das suas raízes”.

As tradições bárbaras citadas pela artista seriam práticas canibais. “Tenho vergonha desta ilha, da selvageria que ainda reina lá”, escreveu ainda.

As opiniões de Bardot trouxeram grande revolta aos moradores da ilha e a ministra francesa dos Territórios Ultramarinos da época, Annick Girardin, que enviou uma carta aberta comentando as atitudes e apontou que “o racismo não é uma opinião, é um crime”.

Além da ministra, várias associações francesas, que lutam contra o racismo e a discriminação, apresentaram uma queixa-crime contra a atriz. Em nota, Brigitte se desculpou pelas atitudes e explicou que ficou com raiva pelo “destino trágico” que os animais da ilha recebem.

Leia também: Senegalês Mohamed Mbougar Sarr ganha Goncourt, maior prêmio literário da França

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.