Ataques matam dois soldados e dois pacificadores da ONU no Mali

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Via Reuters

Pelo menos dois soldados e dois pacificadores das Nações Unidas foram mortos em ataques separados no Mali na segunda-feira, disse o exército e a missão das Nações Unidas.

Novos APCs para o contingente militar da MINUSMA estão sendo comboiodos de Gao para Kidal, Mali 16 de fevereiro de 2017. Apostila MINUSMA/Sylvain Liechti via REUTERS

Militantes atacaram tropas malianas postadas na região norte de Gao no início da manhã, disse o exército, três dias após outro confronto ter deixado pelo menos 27 soldados mortos e 32 feridos.

Leia também: ONU: um em cada quatro habitantes da Somália está em risco de fome pela seca

O exército disse que estava perseguindo os assaltantes e matou nove até agora.

Horas depois, um comboio pertencente à missão de paz da ONU MINUSMA atingiu um dispositivo explosivo improvisado ao norte da cidade central de Mopti, disse a missão.

A explosão matou dois pacificadores e feriu outros quatro, acrescentou.

Afiliados da Al Qaeda e do Estado Islâmico estão ativos no Mali central. O Mali vem lutando contra uma insurgência islâmica há uma década, com grupos ligados à Al Qaeda e ao Estado Islâmico expandindo seu alcance nos últimos anos, apesar da presença de tropas francesas e cerca de 13.000 pacificadores da ONU destacados para conter a violência.

O Mali enfrenta uma insurgência islâmica desde que militantes ligados à Al Qaeda tomaram seu deserto ao norte em 2012, forçando a ex-potência colonial França a intervir para levá-los de volta no ano seguinte.

Desde então, os militantes se reagruparam e tomaram vastas faixas do campo maliano, ao mesmo tempo em que se expandiram para o Níger, Burkina Faso e outros países vizinhos.

A França mantém milhares de tropas em toda a região desde 2013, mas anunciou no mês passado que retiraria suas forças do Mali à medida que as relações com a junta militar governante azedassem.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.